Theo Mizú e Banda, Gambiarra Lixofônica e Banda Cucamonga estão entre os 10 finalistas do Concurso do Pátio Metrô São Bento

By 15/08/2018 agosto 17th, 2018 1º Concurso de Música de Rua - Toca Aí!
Gisele Lira 1º Concurso de Musica de Rua Toca Aí Patio Metrô São Bento

No sábado aconteceu a última Eliminatória do 1º Concurso de Música de Rua – Toca Aí, organizado pelo Pátio Metrô São Bento. Com apenas três vagas restantes para a Finalíssima, os candidatos brilharam e dificultaram a vida dos jurados. No fim, se classificaram Theo Mizu e Banda, Gambiarra Lixofônica e Banda Cucamonga, que seguem vivos na disputa pelo grande prêmio de R$ 5 mil.

Na 3ª Eliminatória, o grupo de jurados foi composto por Ana Bidu, que tem mais de 20 anos de experiência em produção artística e musical em grandes veículos; Celso Reeks, diretor artístico da Giro8 Produtora, que é especializada em consultoria e produção de eventos no espaço urbano; e Laert Sarrumor, vocalista da banda Língua de Trapo, que inclusive encerrou as apresentações com um pocket show divertidíssimo.

O sábado de shows começou com o astral lá em cima. O grupo Trio Com 2 João (que na verdade é um quarteto, formado por Bruna Silva, João Pedro, Luciano Costa e João Vitor Salles) misturou clássicos da música brasileira com composições próprias e empolgou o público. O júri também gostou e deu 88 das 100 fichas possíveis.

Na sequência, foi a vez do flautista e saxofonista Thiago Branduliz subir ao palco. O artista, que se apresenta em espaços públicos de São Paulo desde 2007, trouxe ao público música brasileira instrumental, com ritmos como choro, samba e forró. Thiago recebeu 87 fichas do júri.

Theo Mizú e Banda (formada pelo baixista Arthur Mizutani, pelo trombonista Luigi Bonocchi e pelo baterista Ramon Reis) foi a terceira atração do dia. O som do conjunto é uma grande miscelânea musical, com influências orientais, ciganas e, claro, brasileiras. O grupo esbanjou empolgação e sintonia, e ganhou 96 fichas dos jurados.

O Jazz Rivotrio assumiu o palco na sequência. O grupo composto por Otávio Bastos (guitarra), Rafael Benites (guitarra) e Vinícius Teixeira (bateria) deu um show de precisão e improviso no Pátio, faturando 78 fichas do júri.

Após os grupos, foi a vez da cantora Gisele Lira se apresentar. Ela chamou bastante atenção do público não só por seus cabelos azuis, mas pela potência e afinação vocal ao interpretar canções desafiadoras, como hits de Amy Winehouse. Gisele ganhou 83 fichas dos jurados.

A sexta atração foi uma das mais empolgantes do dia. Com Jeyson Drums na bateria e trompete e Brusax no saxofone, a Banda DrumSax esbanjou entrosamento e técnica, com versões muito originais de hits famosos, entre eles “Bella Ciao”, canção que ficou famosa na série “A Casa de Papel”. Os jurados curtiram e deram 91 fichas à dupla.

O Radiola de Vagão trouxe a música tradicional nordestina ao Pátio. Pedro Doca (pandeiro), Mancha Negra (saxofone) e Yuri Carvalho (cavaquinho) deram um show de ritmo e fizeram o público mexer o esqueleto. O trio ganhou 84 fichas do corpo de jurados.

Na oitava apresentação do dia, o Duo Fryvan trouxe o virtuosismo do violão ao Pátio. Os violonistas Fredy e Ivan impressionaram os jurados com as composições próprias, deram aula de técnica e faturaram 87 fichas.

A penúltima apresentação das Eliminatórias foi uma das mais divertidas do Concurso. A Gambiarra Lixofônica, projeto de Gui Marmota, consiste em uma banda de um homem só, que se apresenta com instrumentos reciclados. Mesclando música e circo, a Gambiarra faz um som muito original que ainda busca trazer ao público uma reflexão sobre o meio ambiente. Os jurados aprovaram o show e deram 99 fichas a Gui Marmota.

A Banda Cucamonga fechou as Eliminatórias com o nível lá em cima. Vestidos a caráter, Mesaac Brito (trompete), Marcos Lucius (clarinete), Ricardo Reis (washboard). José Renato (saxofone) e Fernando Thomer (banjo) mostraram clássicos do street jazz e releituras criativas de músicas famosas. Sucesso com público e júri, o grupo faturou 95 fichas e garantiu a última vaga na Final, que acontece neste sábado, dia 18 de agosto, das 11h às 15h.

Para encerrar o dia de boa música, subiu ao palco o Língua de Quatro, formação acústica da banda Língua de Trapo, que conta com Laert Sarrumor nos vocais, Sérgio Gama e Cacá Lima nos violões e vocais e Marcos Artur na percussão. Formado em 1979, durante a ditadura militar, o grupo ganhou destaque com suas críticas políticas e canções bem-humoradas.

No Pátio, o Língua fez uma apresentação pândega, descontraída e engraçadíssima, embalando o público que encheu a Praça da Colmeia num ensolarado sábado.

Deixe uma resposta