Mosteiro de São Bento, ícone histórico e religioso de São Paulo

Mosteiro de São Bento, ícone histórico e religioso da cidade de São Paulo

By Março 27, 2018História

Poucos edifícios são tão simbólicos para a história da cidade de São Paulo quanto o Mosteiro de São Bento. Atualmente, o local abriga a Basílica Abacial Nossa Senhora da Assunção, o Colégio de São Bento e a Faculdade de São Bento. Mas por volta de 1600 era bem diferente.

Tudo começou em 1598, quando chegaram em São Paulo os primeiros beneditinos, trazidos de São Vicente pelo frei Mauro Teixeira. Segundo documentação da época, que está até hoje no mosteiro, o Capitão-Mor Jorge Correia doou um terreno para a construção do templo.

Mas não se tratava de um terreno qualquer. O local era um dos melhores da região, ficando em um ponto elevado, entre as águas do Anhangabaú e do Tamanduateí. Era lá que antes se instalava o cacique Tibiriçá, líder indígena que foi aliado dos portugueses e um dos responsáveis pela fundação de São Paulo em 1554.

À época, o Mosteiro de São Bento em nada parecia com sua forma atual – o local passou por quatro grandes reformas.

A conclusão da primeira obra aconteceu apenas em 1634. Em 1650, a estrutura recebeu um aporte para uma grande ampliação.

O benfeitor foi Fernão Dias, conhecido como “caçador de esmeraldas”. Em contrapartida ao apoio financeiro, o bandeirante recebeu o privilégio de ser sepultado na capela-mor da igreja. São desta época também as imagens de barro de São Bento e Santa Escolástica, feitas por frei Agostinho de Jesus, que continuam expostas no altar da igreja.

Com o passar do tempo, o mosteiro foi entrando em decadência. Mas a ação de um padre alemão alterou a história do local. Por iniciativa do abade Dom Miguel Kruse, em 1903 foi fundado o Colégio de São Bento. Cinco anos depois veio a Faculdade de Filosofia, a primeira do gênero no Brasil.

Também partiu do alemão a ideia de demolir a igreja e o mosteiro da época colonial e erguer um maior. A partir do projeto do neorromântico do arquiteto compatriota Richard Berndl, em 1910 começaram as obras da construção que levou 12 anos para ficar pronta e que se mantém de pé até hoje.

O Mosteiro de São Bento continua fazendo parte do dia a dia dos paulistanos. O badalar dos seus sinos lembra sempre o horário certo às 17h30. No local, a Padaria do Mosteiro oferece delícias produzidas pelos monges no próprio local. E por lá passam milhares de pessoas diariamente, sejam frequentadores do Metrô São Bento ou transeuntes que passem pelo Largo São Bento.

Independente da fé ou da religião de cada um, trata-se de um marco histórico e arquitetônico de São Paulo.
Clique AQUI e confira a programação litúrgica do Mosteiro de São Bento.

Imagem de destaque: Mosteiro São Bento
Foto: Caio Pimenta. Fonte: SP Turis

O Pátio Metrô São Bento é um empreendimento comercial em implantação no Largo São Bento, bem aos pés do Mosteiro São Bento. O espaço contará com opções de gastronomia, varejo e serviços, sempre com o objetivo de simplificar a vida de quem frequenta a região. Nós sabemos da importância do lugar onde estamos e sempre buscamos valorizar a cultura e a história daqui.

Leave a Reply